O que é a Revolucão da Colher?

A Revolução da Colher é um movimento internacional que atua pela expansão do vegetarianismo e pela elevação da consciência das pessoas.

Nossas reivindicações são um mundo mais justo, pacífico, sensível e limpo, sem matança de pessoas ou animais, sem guerras e desigualdade.
Sabemos que o consumo de carne está relacionado com os maiores problemas da atualidade, sejam ambientais (efeito estufa, poluição das águas, poluição do solo, desmatamento, desertificação), de saúde (doenças do coração, pressão alta, câncer, diabetes, obesidade…) e até econômicos (mais de 50% da produção de grãos do mundo é utilizada para engordar gado, enquanto poderia ser usada para alimentar as pessoas que sofrem com a fome).
Ser vegetariano é a melhor escolha que alguém pode assumir, se quer ser realmente consciente de seus atos!
Nossa Revolução é com a colher, pois ela é o símbolo de uma alimentação não-violenta.
Nossas armas são o amor, a amizade, o conhecimento e a arte consciente!
Una-se à Revolução!
Leia Mais

Quem faz a Revolução?

Somos os filhos da mãe terra. Irmãos e irmãs que gostariam de ver o mundo sem violência. Queremos trabalhar com cada um de vocês porque, quando uma pessoa não pode concordar em tornar-se vegetariano, é muito provável que ele ou ela não respeite a vida em nenhuma de suas formas.
Leia esta resumida história sobre o origem da Revolução da Colher:

‘Quando os animais se reuniram para discutir sobre o mal futuro, nas mãos dos seres humanos, eles estavam planejando fazer uma revolução. Algumas crianças que participavam da reunião, quando ouviram sobre todos os horrores que os humanos estão causando aos animais, prometeram que iriam se tornar vegetarianos e que começariam com a Revolução da Colher para convencer a outros humanos a fazerem o mesmo.’

Assista o vídeo do Nascimento da Revolução clicando aqui 

Leia Mais

Por que uma Revolução… da Colher?!

Nem alarmes, nem bombas, nem brigas de vizinhos ou alto-falantes, nem pólvora, vidros quebrados ou tiros poderiam abafar o conflito sutil dos resistentes de todas as mesas do mundo. A última lição social, a primeira lição de humanidade.
Algo tão lógico, tão antigo e sábio como não comer animais, tornou-se, em nossos dias, novo e revolucionário. A contradição é evidente: milhares de anos de evolução, acesso a imagens de todos os cantos do planeta, produção e aproveitamento de recursos aparentemente sem limites… Tudo isso e, nem sequer sabemos o que estamos comendo, sem dar-nos conta que tudo vai por água abaixo se não escolhermos bem o que vai para nossos pratos. O fato é que a Revolução chegou à sua mesa.
A resposta para tantas coisas que vemos e não gostamos pode estar dentro da sua geladeira. Não há desculpas. Chefes, operários ou desempregados, todos possuem as mesmas oportunidades. Coma, compartilhe, aprenda, pise na terra.

Leia Mais

Uns falaram que a revolução era com a pluma, outros que era com a espada, mas agora é com a colher Leia Mais