Vendo os testemunhos, segue o meu. quando nas aulinhas da primeira comunhão fui suspensa por tres semanas pq questionava à professora sobre os dez mandamentos. se não devíamos matar, pq matavmos animais? aí ela dizia… não podemos matar pessoas. ai eu retrucava… ” mas não ta escrito que não pode matar pessoas, ta escrito que não é pra matar”… ai pronto, virei chacota mesmo. com treze anos parei de comer carne, pq enfim, cheguei numa idade que minha mae deixava eu cozinhar sem pensar que eu ia destruir a cozinha. tive anemia forte, voltei a comer carne com 17 anos, com 18 parei de novo, e fiquei sem até os 26 anos, pq reAlmente não aguentei. a alimentação vegetarina sutiliza, e entre outras coisas, eu via coisas, como manchas escuras em lugares, em pessoas, etc, e até conseguia limpar, com a mao espalmada e muita vontade direcionada, o que me deixava aliviada e com mania de limpeza e organização, pq dava pra ver que na bagunça essas manchas tbm formavam, e tinha umas que quando tirava uma roupa jogada no chao, por exemplo, corriam pelos cantinhos. isso já era o suficiente pra eu abominar bagunça dentro do meu quarto, por exemplo..e tinha lugares assim, impossíveis de ficar, pessoas que não conseguia ficar perto, por conta de questoes desse tipo, e mais uns fenomenos assim, que nem dava pra compartilhar com as pessoas que eu convivia. elas não entenderiam. ai um dia vi uma menina com a aura muito escura, mas muito mesmo, e ela teve um acidente de carro sofrido dali uns tres dias, vindo a óbito. como eu não comentava o que via – das ultimas vezes que falei meus pais me encaminharam pra ala psiquiatrica – eu resolvi não falar nada, e fiquei me sentindo culpada demais depois que soube da noticia, pq eu vi que tava muito estranho mas não falei nada… sem orientação, e com um peso enorme nas costas, eu sabia que se eu voltasse a comer carne eu não veria e nao ouviria mais, e por COVARDIA, voltei a comer. comi um pedacinho, fiquei vomitando com febre e diarreia por dias, e aos poucos fui colocando os cadaveres de volta no meu templo. ai deu tudo errado, pq minha intuição intupiu. eu não via nada, não ouvia nada mas em compensação parecia que estava, sei la, drogada. dali um tempo tive um sonho…. estava enterrada com grama em cima de mim, e vinham galinhas me bicando, e vacas me arrancando os pedaços a dentadas. entendi e parei de comer carne de novo. parei, e meses depois apareceu uma vaca linda, sorrindo pra mim, dizendo um sim satisfeito, balançando a cabeça.
tempos depois comecei os trabalhos e o dia que me pegaram pra limpar a energia dos cadaveres, só por Deus…. cheguei em casa tremendo e chorei, por umas duas horas, como uma criança, pq eles simplesmente me levaram para um matadouro, e me conectaram com os animais. eu senti o que aquele gado sentia na fica, e gente, por pouco eu não surto. deixei pra surtar em casa, e nossa… realmente terrivel.
entao queridos, se vcs ainda estao nessa, venho dizer para reconsiderarem isso, pq é uma energia que te entope, que te vicia, que retroalimenta seu medo e tudo que ele traz, como desconfianças, agressividade, bronca a toa, ma qualidade de vida, etc.
ingerindo carne, vc está ingerindo toda a energia da dor, sofrimento, da escravidao, do sistema, da morte. vc manda tudo isso pra dentro, e acha que ta alimentando quem? no minimo, os encostos devicos… sim. pode ver que vegetariano se harmoniza mais facil com a natureza, vai pro mato descalço, e nem formiga pica o pe dele. agora quem afronta a vida animal ta desarmonizado, e quando vai pro mato, é o primeiro a ser “atacado”… é vibracional… sem contar os outros empecilhos, que depois conto… QUEM em vc não consegue parar de comer carne será que é só vc mesmo? ou será que tao precisando dessas brechas que vc deixa abertas pra, sei la, se alimentarem de vc? EAT MEAT = EAT ME…..

2 Comentários

  1. Lendo os comentários de alguns carnívoros anonimos percebi que a radicalidade no início é pedra fundamental para as recaídas para a carne. Ainda não sou vegetariana, mas garanto que é melhor iniciar um longo processo e persistir até chegar ao veganismo do que tomar uma drástica atitude, passar um ano vegetariano e depois voltar a comer carne. Tenho 35 anos, não como carne vermelha nem derivados desde os 13, nunca senti falta nem vontade pq comia frango e peixe. Há 3 anos deixei o frango e derivado de frango que ainda comia, hj não posso nem sentir cheiro de frango. Assistir o filme Terraqueos foi fundamental pra isso. Ainda como peixe e gosto muito de frutos do mar, mas já reduzi o consumo e estou me preparando para não comer mais peixe tb, mas sem me colocar pressão. Acho que assim está funcionando muito bem, pois desde o dia que cortei a carne nunca tive uma recaida, idem para o frango. Quando vc corta tudo de uma vez sem estar preparado para isso é mais complicado, principalmente em termos sociais, vc não sabe mais como faz nas festas de família, nos jantares com os colegas, é um tormento e vc acaba se sentindo pressionado a comer carne de novo pq senão se torna anti-social. Então melhor ir cortando aos poucos, hj minha família faz peixe pra mim nos churrascos, daqui um tempo vão fazer queijo, depois berinjelas, eles foram se habituando aos cortes pq foi aos poucos, nunca fui criticada pela minha família por não comer carne e frango, eles até admiram e atribuem minha ótima pele e carinha de menina a isso (me deram 23 anos outro dia!). Então carnívoros anonimos, paciência e persistência, cortem as coisas aos poucos, pra mim tem funcionado e onde chego para comer se tem peixe e outros pratos já abro mão do peixe tranquilamente, quem sabe com 40 estou de vez vegetariana? Ah, outra dica pra os novatos é pesquisar antes os alimentos que devem substituir a carne para evitar anemia e indipensável a qualquer vegetariano: aprendam a cozinhar! sem isso é impossível ser vegetariano a menos que vc tenha a sorte de ter grana para comer fora todo dia em bons restaurantes vegetarianos,que não são nunca baratos. Aprender a usar temperos faz toda a diferença na produção de comidas gostosas, fazer um salmão ou camarão ficar bom basta jogar alho e sal, agora uma soja já exige mais habilidade do cozinheiro.

    • Também acho sábia esa estrategia, especialmente quando você não tem muitos amigos/familiares que sejam vegetarianos e veganos. Mas acho que (como no meu caso) a asociação e convivencia com outros vegetarianos é o mais eficiente para manter o hábito, pois se tona muito natural.

Responda a Govijuan Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *