Torta Banana Power
Ingredientes
1,5 xícaras de aveia em flocos grossos
1,5 xícaras de farinha de trigo integral
1,5 xícaras de açúcar mascavo
1 punhado de uvas-passas
1 punhado de nozes picadas (ou amêndoas ou castahas, se preferir)
1/2 punhado de sementes de linhaça
1/2 punhado de sementes de gergelim
1 colher* de bicarbonato ou fermento branco (royal)
1 colher* de noz moscada ralada
1 colher* de canela
1 colher* de gengibre
1/2 colher* de cúrcuma
16 bananas d’água bem maduras**
150 gramas de ghee ou manteiga derretida

==============

* Das de sobremesa.
** A banana d’água é também chamada nanica ou caturra em diferentes partes do Brasil. Evite usar banana prata, ouro ou maçã. O resultado não será o mesmo pois essas variedades não têm tanta água e a torta vai ficar seca.

==============

Modo de preparo

Numa bacia grande, misture primeiramente todos os ingredientes secos: a farinha, a aveia, o açúcar, o bicarbonato e os temperos.

Use a metade das bananas, cortadas em rodelas de um centímetro, para cobrir o fundo e as paredes duma forma previamente untada e polvilhada com germe de trigou, semolina ou farinha. Com um garfo, faça um purê com o restante das bananas e reserve.

Despeje a mistura seca, distribuindo-a com as mãos para nivelar a superfície. Sobre as farinhas coloque o ghee ou a manteiga derretida de forma uniforme.

Use o purê das outras bananas para cobrir as farinhas e o ghee. Com um garfo, deixe a superfície das bananas amassadas lisa e horizontal.

Misture um punhado de açúcar mascavo com uma colher de canela em pó, coloque numa peneira e bata a peneira suavemente sobre a forma, para cobrir as bananas amassadas com uma fina camada dessa mistura. Leve ao forno médio, até dourar.

Se faltar algum ingrediente, afora a farinha, a aveia ou as bananas, faça mesmo assim. Bote fé que a coisa funciona.

Aprendi esta receita em Saquarema no fim da década de 1980, com meu velho amigo Ítalo Provenzano. Sempre fez muito sucesso nos círculos de escaladores, yogis e surfistas onde foi apresentada. É de fácil e rápida execução, nutritiva e saborosa. Bom apetite.

नमस्ते Namaste!

Receita de: Pedro Kupfer

Escreva seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *