Vegetarianismo: Sim, está na Bíblia


 Enquanto a Bíblia – em muitas partes – parece respaldar o consumo de carne, tais passagens não devem ser tomadas fora de contexto.

 

Ao invés de utilizar o recurso de emergência de Noé (depois do dilúvio, no qual toda a vegetação foi arrasada) tal como se afirma em Gênesis 9:3, uma dieta mais apropriada é a original, que foi enunciada pelo Senhor em Gênesis 1:29:

 

“E disse Deus: Eis que vos tenho dado toda a erva que dê semente, que está sobre a face de toda a terra; e toda a árvore, em que há fruto que dê semente, ser-vos-á para mantimento.” 

 

Logo Deus indica – no verso seguinte – que esta dieta é “boa”, enquanto a outra à qual fez referência (a que contém carne) foi permitida “simplesmente para satisfazer a luxúria”.

 

Isso está muito claro, porém, novamente, tudo deve ser estudado dentro do contexto.

 

O exemplo das codornizes que Deus significativamente, enviou para os filhos de Israel depois que “se cansaram” de sua mana (Números 11:31) é um dos principais exemplos do fato de citar fora do contexto. Apesar dos versos 31 e 32 descreverem as codornizes e o banquete subsequente, o verso 33 deve ser lido para reforçar o pleno impacto dessa passagem:

 

“Quando a carne estava entre os seus dentes, antes que fosse mastigada, se acendeu a ira do SENHOR contra o povo, e feriu o SENHOR o povo com uma praga mui grande.”

 

Deus não estava contente com o fato de que o povo comesse carne.

 

Isso também se torna claro quando estudamos a história dos princípios da igreja, uma época na qual os padres fundadores desta haviam aderido ao ideal vegetariano. Você pode estudar suas vidas: Tertuliano, Orígenes, São João Crisóstomo. A lista segue e segue. Fazendo um parêntese, o fato de que estes padres pioneiros da igreja foram vegetarianos reconhecidos constitui uma evidência importantíssima do que poderíamos ter lido na Bíblia antes dela ser moldada pelos vários Concílios Ecumênicos.

 

Não foi até a época do imperador Constantino (séc. IV) que os cristãos vegetarianos tiveram de começar a se esconder, pelo fato de que Constantino era um comedor de carne. Ele era também um maníaco e os livros de históricos da igreja abundam em histórias sobre como encher de chumbo derretido as gargantas dos cristãos vegetarianos, devido à dieta que seguiam. Incidentalmente, ele também matou sua esposa jogando-a em uma tina de água fervente.

 

O conhecimento das escrituras é simples para aquele que é simples, mas difícil para aquele que está desviado. A Bíblia diz claramente “Não matarás” (Êxodo 20:13). Não poderia ser dito de forma mais simples.

 

O termo exato em hebreu é “lo tirzach”, que, de forma precisa, se traduz “Não matarás”.

 

Um dos maiores eruditos de linguística Hebreu/Inglês (do século XX) Reuben Alcalav – escreveu em seu gigantesco livro “O dicionário Completo Hebreu/Inglês” que “tirtzach” se refere a qualquer tipo de matança. A palavra “lo”, como podem suspeitar, significa “não deves”. Não mate! Afinal, a Bíblia é muito clara neste ponto.

 

Aqui podemos fazer uma comparação com a literatura Védica, que também é clara neste aspecto. De fato, os Vedas levam este ponto mais além do vegetarianismo, devido ao fato de também existir uma reação pecaminosa por matar vegetais. Portanto, os Vedas prescrevem uma dieta lactovegetariana – que seria a menos danosa aos seres vivos – e um processo especial para liberar a pessoa das mínimas reações pecaminosas que possam surgir de matar as plantas. O processo se explica de forma básica no texto do Bhagavad-gita, e é mais elaborado no Srimad Bhagavatam. Depois de aplicar o processo – que se baseia no canto do Santo Nome do Senhor com amor e devoção – os alimentos recebem o nome de prasadam, uma palavra sânscrita que significa “a misericórdia do Senhor”.

 

Jesus: exemplo da misericórdia com os animais

 

Muitos leitores da Bíblia, obviamente influenciados em suas opiniões por hábitos pessoais, insistem na teoria de que Cristo teria comido carne animal. A persistência em preconceitos utilizados para sustentar uma tradição existente tem sido uma característica humana por muitos séculos, mas a verdade não pode ser oculta para sempre.

 

O respeitado erudito da Bíblia, reverendo V. A. Holmes-Gore investigou o uso frequente da palavra “carne” dos Evangelhos do Novo Testamento. Ele rastreou seu significado até o grego original. Suas descobertas foram inicialmente publicadas em “Fórum Mundial” no outono de 1947. Revelam que as 19 referências à carne nos Evangelhos deveriam ter sido, de forma precisa, traduzidas das seguintes formas:

 

A seguir são citadas uma série de palavras gregas com seus correspondentes significados:

Broma: “alimento”; Brosis: “o ato de comer”; Brosimos: “aquilo que pode ser comido”; Trophe: “sustento, nutrição”; Prosphagon: “algo que comer”.

 

Portanto, a Versão Autorizada de João 21:5, que aparece muitas vezes como “Tendes algo de carne?” é incorreta. Deveria ter sido escrita: “Tendes algo de comer?”, como de fato aparece em algumas versões atualizadas da Bíblia.

 

“Peixe” é outra palavra mal traduzida com frequência na Bíblia. Este termo é frequentemente referido não à forma vivente que nada, mas sim ao símbolo com o qual os primeiros cristãos podiam se identificar entre si. Era um símbolo secreto, necessário em tempos de perseguição, anterior à aceitação oficial do cristianismo como uma religião do estado.

O símbolo do peixe era um símbolo místico e uma senha na conversa, derivada da palavra grega peixe “ichtus”. Como tal, representava um acróstico, composto de letras iniciais da frase grega “Iesus Cristos Theo Uios Soler” – “Jesus Cristo Filho de Deus, Salvador”.

Frequentemente, referências ao peixe tinham a intenção de ser simbólicas do Cristo, não tendo nada a ver com o ato de comer um peixe morto. Mas o símbolo do peixe não contou com a aprovação Romana. Eles preferiram o símbolo da cruz, escolhendo centrar sua atenção na morte de Cristo, ao invés de focar em sua brilhante existência.

 

Talvez esta seja uma das razões pelas quais somente uns 10% da vida de Jesus aparecem nas escrituras canônicas. A maior parte de seus primeiros trinta anos é omitida. Quantos adoradores voltam da igreja a seus lares e se sentam ante um cadáver cortado de um inocente animal, a despeito dos mesmos mandamentos que há um momento estavam repetindo e prometendo? Os seguintes versos deveriam esclarecer qualquer mal-entendido que o leitor ainda possa ter com respeito a esse assunto.

 

A Carne no Antigo Testamento

 

“E disse Deus: Eis que vos tenho dado toda a erva que dê semente, que está sobre a face de toda a terra; e toda a árvore, em que há fruto que dê semente, ser-vos-á para mantimento.”
Gênesis 1:29

 

Mostra que a verdadeira dieta do homem é vegetariana.

 

“A carne, porém, com sua vida, isto é, com seu sangue, não comereis.
Certamente requererei o vosso sangue, o sangue das vossas vidas; da mão de todo o animal o requererei; como também da mão do homem, e da mão do irmão de cada um requererei a vida do homem.”
Gênesis 9:4-5

 

Mostra que não é permitido ao homem comer carne, e se ele o faz, pagará com sua própria vida. E será morto por aquele a quem matou. Isso, na tradição védica, é denominado karma, e podemos observar aqui como tal conceito se manifesta também na Bíblia.

 

“De que me serve a mim a multidão de vossos sacrifícios, diz o SENHOR? Já estou farto dos holocaustos de carneiros, e da gordura de animais cevados; nem me agrado de sangue de bezerros, nem de cordeiros, nem de bodes. (…) Por isso, quando estendeis as vossas mãos, escondo de vós os meus olhos; e ainda que multipliqueis as vossas orações, não as ouvirei, porque as vossas mãos estão cheias de sangue.”
Isaías 1:11,15

 

Mostra que Deus não aceita nem as orações de um comedor de carne.

 

“Quem mata um boi é como o que tira a vida a um homem”
Isaías 66:3

 

Mostra que a matança de vacas se iguala ao homicídio.

 

“Estatuto perpétuo é pelas vossas gerações, em todas as vossas habitações: nenhuma gordura nem sangue algum comereis.”
Levítico 3:17

 

Este mandamento tem seu truque: Não se pode comer carne e não comer sangue. Essa é a origem da ideia da comida Kosher (carne à qual se tenha escorrido o sangue). Isso é comparado a evacuar sem derramar nem uma gota de urina. Impossível!

 

“E qualquer homem da casa de Israel, ou dos estrangeiros que peregrinam entre eles, que comer algum sangue, contra aquela alma porei a minha face, e a extirparei do seu povo.”
Levítico 17:10

 

Note o termo “algum sangue”. Toda carne contém sangue.

‎”O Senhor é bom para todos, e as suas misericórdias estão sobre todas as suas criaturas.”

 Salmos 145:9

 

“O justo olha pela vida dos seus animais.”

Provérbios 12:10

 

“Pois misericórdia quero, e não sacrifícios; e o conhecimento de Deus, mais do que os holocaustos.”  

Oséias 6:6

 

“Se vires deitado debaixo da sua carga o jumento daquele que te odeia, não passarás adiante; certamente o ajudarás a levantá-lo.”

Êxodo 23:5

 

“Se vires o jumento ou o boi de teu irmão caídos no caminho, não te desviarás deles; sem falta o ajudarás a levantá-los.”

Deuteronômio 22:4

 

“Melhor é a comida de hortaliça, onde há amor, do que o boi cevado, e com ele o ódio.”

Provérbios 15 : 17

 

A Carne e o Novo Testamento

 

Esta seção mostra como certas palavras foram traduzidas erroneamente na versão King James da Bíblia. As traduções corretas são obtidas do Dicionário Interlinear do Novo Testamento Grego/Inglês de Nestle Aland, que também apresenta referências à versão King James.

 

“E este João tinha as suas vestes de pelos de camelo, e um cinto de couro em torno de seus lombos; e alimentava-se de gafanhotos e de mel silvestre.”
Mateus 3:4

 

A palavra usada aqui é trophe, sustento. Também note que a palavra gafanhoto (locust, em inglês) se refere a “locust beans”, ou seja, alfarrobas – vagens semelhantes aos feijões, que são comestíveis. A árvore de alfarroba é da família das leguminosas e ocorre naturalmente na região do Oriente Médio.

 

“E o seu espírito voltou, e ela logo se levantou; e Jesus mandou que lhe dessem de comer.”
Lucas 8:55

 

A tradução acima está correta, pois a palavra usada aqui é phago: comer. Em algumas traduções aparece a palavra “carne” ao invés de “comer”.

 

“E, não o crendo eles ainda por causa da alegria, e estando maravilhados, disse-lhes: Tendes aqui alguma coisa que comer?
Então eles apresentaram-lhe parte de um peixe assado, e um favo de mel;
O que ele tomou, e comeu diante deles.”

Lucas 24:41-43

 

A palavra usada aqui é “brosimos”, comestível, e foi corretamente traduzida na versão acima, porém, aparece como carne em algumas traduções. É importante atentar para a última frase: “o que ele comeu…”, ou seja, foram oferecidos a Jesus o peixe e o favo de mel, e ele escolheu comer o mel. Podemos relembrar aqui o verso de Isaías 7:15, que confirma tal escolha de Jesus:

 

“Portanto o mesmo Senhor vos dará um sinal: Eis que a virgem conceberá, e dará à luz um filho, e chamará o seu nome Emanuel.
Manteiga e mel comerá, quando ele souber rejeitar o mal e escolher o bem.”
Isaías 7:14-15

 

Em muitas traduções da Bíblia para o português, o verso acima de Lucas é apresentado sem a citação do favo de mel, ou seja, como se houvesse sido oferecido a Jesus apenas o peixe.

 

“Porque os seus discípulos tinham ido à cidade comprar comida.”
João 4:8

 

Este é outro verso que, em algumas traduções aparece a palavra “carne” ao invés de “comida”. Comida é o mais correto, pois no original a palavra grega utilizada é trophe – sustento.

 

“E, tendo comido, ficou confortado. E esteve Saulo alguns dias com os discípulos que estavam em Damasco.”
Atos 9:19

 

Aqui também, em algumas traduções, aparece “E, tendo recebido carne…”. A palavra utilizada aqui no original em grego é trophe: sustento. Portanto, a tradução acima está correta, e não aquelas que dizem que ele comeu carne.

 

“E, entretanto que o dia vinha, Paulo exortava a todos a que comessem alguma coisa, dizendo: É já hoje o décimo quarto dia que esperais, e permaneceis sem comer, não havendo provado nada.
Portanto, exorto-vos a que comais alguma coisa, pois é para a vossa saúde; porque nem um cabelo cairá da cabeça de qualquer de vós.
E, havendo dito isto, tomando o pão, deu graças a Deus na presença de todos; e, partindo-o, começou a comer.
E, tendo já todos bom ânimo, puseram-se também a comer.”

Atos 27:33-36

 

Esse é outro trecho que, em algumas traduções (principalmente nas traduções para o espanhol), aparece a palavra “carne” ao invés de “comer”. Como a palavra usada aqui no original em grego é trophe (= sustento), a tradução acima está correta, pois não fala de carne, mas sim, de pão.

 

“E, levando-os à sua casa, lhes pôs a mesa; e, na sua crença em Deus, alegrou-se com toda a sua casa.”
Atos 16:34

 

Este verso também, em algumas versões, traduz “mesa”, no original em grego “trapesa” (= mesa), como se fosse carne, o que seria uma mentira.

 

“Mas, se por causa da comida se contrista teu irmão, já não andas conforme o amor. Não destruas por causa da tua comida aquele por quem Cristo morreu.”
Romanos 14:15

 

A palavra usada aqui é “broma” (=comida ou alimento), traduzida corretamente no verso acima. Pode ser considerada uma referência indireta ao vegetarianismo também, já que o ato de comer carne entristece muitos de nossos irmãos, em especial os animais.

 

“Por isso, se a comida escandalizar a meu irmão, nunca mais comerei carne, para que meu irmão não se escandalize.”
1 Coríntios 8:13

 

Aqui carne é a palavra mesmo, no grego do texto original da Bíblia “kreas”(= carne). Mais uma citação mostrando como a carne é indesejada para Deus.

 

“Não destruas por causa da comida a obra de Deus. É verdade que tudo é limpo, mas mal vai para o homem que come com escândalo.
Bom é não comer carne, nem beber vinho, nem fazer outras coisas em que teu irmão tropece, ou se escandalize, ou se enfraqueça.”
Romanos 14:20-21

 

Um verso muito bom. Está claro neste trecho que a instrução da Bíblia é: comer carne não é bom.

Outras fontes:

‎”Os vapores das comidas com carne obscurecem o espírito. Dificilmente pode-se ter virtude se se desfruta de comidas e festas em que haja carne. No paraíso terreno não havia vinho, nem sacrifício de animais e tampouco se comia carne.”
(São Basílio)

 

‎”Todas as coisas da criação são filhos do Pai e irmãos do homem. Deus quer que ajudemos aos animais, se necessitam de ajuda. Toda criatura em desgraça tem o mesmo direito a ser protegida.”
(São Francisco de Assis)

 

“1. E vieram alguns dos seus discípulos e falaram-lhe a respeito de certo egípcio, um filho de Belial, que ensinava ser lícita a tortura de animais, desde que seus sofrimentos trouxessem algum benefício aos homens.

2. E Jesus lhes disse: “Na verdade eu vos digo que aqueles que partilham dos benefícios obtidos praticando atos contra uma das criaturas de Deus não podem ser íntegros, nem podem aqueles cujas mãos estejam manchadas de sangue, ou cujas bocas estejam contaminadas pela carne, tocar as coisas santas, ou ensinar os mistérios do reino”.3. “Deus concede os grãos e os frutos da terra para alimento [Gênesis, 1:29] e, para o homem íntegro, não há outro sustento para o corpo que seja lícito”.4. “O ladrão que arromba a casa feita pelo homem é culpado, mas aqueles que arrombam a casa feita por Deus, até mesmo a menor delas, são os maiores pecadores. Portanto, digo a todos os que desejam ser meus discípulos: mantende vossas mãos afastadas do derramamento de sangue, e não permitais que qualquer alimento de carne entre pela vossa boca, pois é Deus justo e magnânimo, tendo ordenado que o homem viva somente de frutas e sementes da terra”.5. “Mas, se qualquer animal sofrer muito, e se a sua vida for-lhe uma miséria, ou se for perigosa, libertai-o então rapidamente de sua vida, com o menor sofrimento possível. Despedi-o em amor e misericórdia, porém não o atormenteis, e Deus, o Pai-Mãe, ser-vos-á misericordioso assim como fostes misericordiosos para com aqueles que foram confiados às vossas mãos”.6. “E aquilo que fizerdes ao menor destes meus filhos, a mim o fazeis. Pois eu estou neles, e eles em mim. Sim, estou em todas as criaturas, e todas as criaturas estão em mim. Alegro-me em todas as suas alegrias, e aflijo-me em todas as suas tribulações. Portanto, vos digo: sede complacente uns para com os outros e para com todas as criaturas de Deus”…
(O Evangelho dos doze santos, capítulo 38)
“Os vapores das comidas com carne obscurecem o espírito. Dificilmente pode-se ter virtude se se desfruta de comidas e festas em que haja carne. No paraíso terreno não havia vinho, nem sacrifício de animais e tampouco se comia carne.” (São Basílio)
“Todas as coisas da criação são filhos do Pai e irmãos do homem… Deus quer que ajudemos aos animais, se necessitam de ajuda. Toda criatura em desgraça tem o mesmo direito a ser protegida.” (São Francisco de Assis)

100 Comentários

  1. Eu estou muito confusa com esses debates eu estou sem comer carne há apenas 2 semanas depois que eu assisti um documentário “what the healt” e o outro de nome “a carne é fraca”. A indústria da carne e a indústria de laticínios e dos ovos estão ligados com a indústria farmacêutica, enfim,envenenam o povo com alimentação cheia de hormônios e carcinógenos que depois vão ser fiéis consumidores de medicamentos a vida inteira. Isso é muito sério, se Deus permitia comer carne na época é por que não se usavam essas substâncias cancerígenas nos animais e os oceanos não existiam petroleiros derramando óleo nos mares nem indústria poluindo os rios nem a pecuária contaminando todos os lençóis freáticos, enfim,acho que o melhor é não consumimos.

  2. Meu comentário é curto. Só queria saber qual o louco que acredita que gafanhoto é alfarroba. A BÍBLIA diz que podemos comer grilos e suas espécies. O que é grilo então? Feijão???
    E o gafanhoto devorador é alfarroba devoradora????
    Quanta mentira nesse site.

    • procura a palavra ‘epistemologia’ no dicionário por favor. Te faz falta aprender sobre esse tema.

    • Meu caro amigo cabe a nós ser inteligentes o suficiente para ver a condição de saúde das pessoas e nosso planeta para vermos que estes textos estão corretos então estude a Bíblia e verá que o plano de Deus é que nos possamos viver em armonia com todos

  3. Uma grande discussão para se meditar e avaliar este conceito, eu como as vezes carne e nem todas as vezes me sinto bem no sentido espiritual, por isso hoje em dia quando percebo que não vai me fazer bem evito de comer.
    Abraços

  4. “Aceitem entre vocês quem é fraco na fé sem criticar as opiniões dessa pessoa. Por exemplo, algumas pessoas creem que podem comer de tudo, mas quem é fraco na fé come somente verduras e legumes. Quem come de tudo não deve desprezar quem não faz isso, e quem só come verduras e legumes não deve condenar quem come de tudo, pois Deus o aceitou. Quem é você para julgar o escravo de alguém? Se ele vai vencer ou fracassar, isso é da conta do dono dele. E ele vai vencer porque o Senhor pode fazê-lo vencer. Algumas pessoas pensam que certos dias são mais importantes do que outros, enquanto que outras pessoas pensam que todos os dias são iguais. Cada um deve estar bem firme nas suas opiniões. Quem dá mais valor a certo dia faz isso para honrar o Senhor. E também quem come de tudo faz isso para honrar o Senhor, pois agradece a Deus o alimento. E quem evita comer certas coisas faz isso para honrar o Senhor e dá graças a Deus. Porque nenhum de nós vive para si mesmo e nenhum de nós morre para si mesmo. Se vivemos, é para o Senhor que vivemos; e, se morremos, também é para o Senhor que morremos. Assim, tanto se vivemos como se morremos, somos do Senhor. Pois Cristo morreu e viveu de novo para ser o senhor tanto dos mortos como dos vivos. Portanto, por que é que você, que só come verduras e legumes, condena o seu irmão? E, você, que come de tudo, por que despreza o seu irmão? Pois todos nós estaremos diante de Deus para sermos julgados por ele. É isto o que as Escrituras Sagradas dizem: “Juro pela minha vida, diz o Senhor, que todos se ajoelharão diante de mim e todos afirmarão que eu sou Deus.” Assim, cada um de nós prestará contas de si mesmo a Deus. Por isso paremos de criticar uns aos outros. Pelo contrário, cada um de vocês resolva não fazer nada que leve o seu irmão a tropeçar ou cair em pecado. Por estar unido com o Senhor Jesus, eu estou convencido de que nada é impuro em si mesmo. Mas, se alguém pensa que alguma coisa é impura, então ela fica impura para ele. Se você faz com que um irmão fique triste por causa do que você come, então você não está agindo com amor. Não deixe que a pessoa por quem Cristo morreu se perca por causa da comida que você come. Não deem motivo para os outros falarem mal daquilo que vocês acham bom. Pois o Reino de Deus não é uma questão de comida ou de bebida, mas de viver corretamente, em paz e com a alegria que o Espírito Santo dá. E quem serve a Cristo dessa maneira agrada a Deus e é aprovado por todos. Por isso procuremos sempre as coisas que trazem a paz e que nos ajudam a fortalecer uns aos outros na fé. Por uma questão de comida, não destrua o que Deus fez. Todos os alimentos podem ser comidos, mas é errado comer alguma coisa quando isso faz com que outra pessoa caia em pecado. O que está certo é não comer carne, não beber vinho, nem fazer qualquer outra coisa que leve um irmão a cair em pecado. Mas guarde entre você mesmo e Deus o que você crê a respeito desse assunto. Feliz a pessoa que não é condenada pela consciência quando faz o que acha que deve fazer! Mas quem tem dúvidas a respeito do que come é condenado por Deus quando come, pois aquilo que ele faz não se baseia na fé. E o que não se baseia na fé é pecado.”
    ‭‭Romanos‬ ‭14:1-23‬ ‭NTLH‬‬

    • Escreveu muito e não disse nada. O assunto prende-se a não comer carne, que é uma vergonha e uma grande imoralidade, que gera o crime e embrutece o homem.

      “Os vapores das comidas com carne obscurecem o espírito. Dificilmente pode-se ter virtude se se desfruta de comidas e festas em que haja carne. No paraíso terreno não havia vinho, nem sacrifício de animais e tampouco se comia carne.” (São Basílio)

  5. “Portanto, por que é que você, que só come verduras e legumes, condena o seu irmão? E, você, que come de tudo, por que despreza o seu irmão? Pois todos nós estaremos diante de Deus para sermos julgados por ele.”
    ‭‭Romanos‬ ‭14:10‬ ‭NTLH‬‬

    • Rejeitar a pessoa e rejeitar o atos são diferentes. Se eu não concordo com uma costume que você tem, você pode condenar essa costume como algo que deve ser abandonado. Esse é realmente o ponto pois a gente só controla nossos proprios hábitos. Se alguém gosta de beber e eu sou amigo dessa pessoa e eu não bebo, eu tenho que começar a beber para que a pessoa não sinta que eu estou rejeitando meu irmão? Não teria forma da gente melhorar se fosse assim. Os valores progressivos da vida se praticados nos permitem aprender que o que estea escrito é a verdade.

    • Então quer dizer que não de pode condenar nada, nem a pedofilia, nem o estupro, nem o roubo, nem o assassinato, etc…???
      Mesmo se não existissem as escrituras (que sabemos que foram deturpadas na origem e ao longo do tempo, apenas a ÉTICA nos seria suficiente para não causarmos a outro ser aquilo que não queremos para nós: o sofrimento.

      E o tanto de contradições que existem nas escrituras? Como por exemplo, a lista de Paulo de quem não vai para o céu!
      É por essas e outras que não me baseio nas escrituras, mas na ética para não comer carne.

  6. GOVIJUVAN Só por Curiosidade, você é vegetariano ou vegano?

    • Eu sou vegetariano. Não digo que sou vegano, pois não sou estrito na questão do leite e derivados, mas não me faz bem, então eu evito. Não compro cuoro.

      • Pois é, vi que vc defende os direitos animais mas apenas deixar de comer carne não é muita coisa, na verdade contribuir com a industria do leite e ovos chega a ser pior que comer carne pois o sofrimento dos animais é muito maior. Não estou te julgando até mesmo porque a 3 meses atras eu era vegetariano também, mas se vc se aprofundar no assunto vai entender do que estou falando, existe muitos documentários que mostram a realidade como “Terráqueos” ou “Troque a faca pelo garfo” e quando você passa a saber que a vaca tem que parir constantemente para manter alta a produção do leite e que ela viver 14 anos a menos que uma vaca normalmente viveria por conta de toda a crueldade em sua curta vida de sofrimento, ou que as galinhas tem os bicos cortados para não se mutilarem em um espaço confinado de 40cmx40cm recebendo altas doses de antibióticos para se manterem vivas ai vc passa a entender que deixar de comer carne não faz sentido se vc também não parar com todos os derivados animais. Você só vai perceber a mafia dessa industria maldita quando decidir parar com tudo e entrar em um mercado pela primeira vez e perceber que quase tudo gira em torno disso.
        Hoje sou vegano e foi a melhor decisão que tomei em minha vida, e nunca mais que fazer parte dessa exploração sem fim, espero que tenha te ajudado a abrir seus olhos e que vc tenha uma visão igual a minha.

        • Exatamente, Tiago. Esses foram os meus motivos.

          Um adendo, se me permite:
          Acho muito infeliz o uso da terminologia “vegetariano” apenas para quem não come carne.
          Afinal, LEITE, OVOS, MEL… não são vegetais.

          • Olha, chato eu falar como se eu fosse um diccionário, mas tenho que apontar a uma falácia ou falso coginato. O termo ‘vegetariano’ é muito mais antigo do que o termo Vegano. E probavelmente você julga o termo ‘vegetariano’ da mesma forma e no mesmo contexto que o termo ‘vegano’.
            Termos ‘Vegetariano’ não vem de ‘Vegetal’ ou de quem come só produtos vegetais. O termo vegetariano vem do termo latim “Vegetus” = Saudável, Forte.
            Agora o termo ‘Vegano’ sim significa isso que você pensa.
            Termo vegetariano vem da cultura greco-romana, específicamente entre filósofos.
            Agora, a prática do vegetarianosmo é muito mais antigado que isso, pois os registros do vegetarianismo na India se perdem no tempo. Existe um principio de mais de 5000 anos levado dentro da cultura védica chamado de “Ahimsa” = não violência innecesária. E a preatica mais básica de não violência é o vegetarianismo. De fato dentro da cultura védica onde existem filósofos muito antes do que existissem na Grecia, um pensador, não é considerado um verdadeiro filósofo, se ele não é vegetariano. Seria considerado um homen de ciencia, mas não um filósofo, e muito menos um praticande genuino de Yoga.

        • Não é que eu não saiba disso. A gente como cultura é muito mais antigo que o veganismo. Miles de anose de prática sem interrupção.
          Veganismo apareceu ha poucos anos neste planeta. Uma coisa é vc fazer de coração, e outra é achar que a única solução é essa. Eu não pretendo falar que sou vegano, mas levo dieta vegana a maioria do tempo por vivir na cidade, onde práticamente todo o leite e derivados do leite provem de uma forma de exploração as vacas etc. mas sou consciente de que existem culturas onde a vaca é tratada como muitas pessoas aqui em occidente tratam ao seu bixo de estimação, tipo gato, ou cachorro. Em várias áreas rurais da India acontece isso ha miles de anos, e a vaca nunca é morta, pelo menos não dentro de comunidades hinduistas. Em comunidades muçulmanas sim acontece que abatem os animais, mas na cultura Védica a vaca é sagrada por ser parte da familia e por repressentar a figura materna. Para mim a harmonia implica convivio, ou seja poder convivir sem abusar e sem ser abusado, sem separatismo. É claro que um ser humano tem necesidades diferentes das de uma vaca. Mas se você observa bem, na india existem go-shalas, ou seja albergues para vacas, sustentadas por pessoas ricas que querem um beneficio karmático.
          Isso é possivel de ver também aqui em Brasil, em alguns lugares de Minas Gerais, em sitios de pequenos produtores agricolas que eu saiba. Por isso não considero absolutamente fechada a posibilidade de consumir lácteos. Acho o boicot aos produtos que provem da violência e exploração muito mportante para o avanço se nossa sociedade, mas também vejo que não posso maltratar as pessoas, nem ser separatista, dizendo aos outros que não tem validade, que não são verdadeiros defesores dos direitos dos animais por não ser vegano. Isso é fanatismo como mínimo e política, no caso de ter mal caráter.

          Além de ser vegetariano, também tento ser pragmático, e penso que se vamos valorar quem defende os animais por quantos animais se vem afetados pelas suas práticas, devemos também julgar quantas pessoas consegue inspirar a parar de comer produtos que provem da exploração ou a violência. Comer carne nnao é o problema. Aqui no meu trabalho eu já falei para o pessoal que nem sou contra consumo de carne. Pode comer carne, só que tem que esperar ao animal morer naturalmente. Enquanto isso, tem que aprender cómo comer produtos que não são fruto da morte provocada a um animal por um ser humano. Acho que cada um tem direito de enfiar na sua boca o que quiser, o problema é cómo foi produzido isso que você coloca na sua boca, e não especificamente o qué que você coloca nela.
          Tem gente que pretende ser vegetariano que está inspirando muito mais gente a ser vegetariano do que muitos veganos que conheço.
          E também tem muito vegano por ai desanimando muito mais gente que carnistas.
          Faz as contas levando em conta que é 10 vezes mais fácil animar as pessoas a serem pelo menos vegetarianos do que desanima-las.
          Se você é vegano, mas desanima com a sua atitude egocéntrica 10 pessoas, que talvez queriam pelo menos deixar a carne, você está livrando do sofrimento apenas 10% do dano que causa por desanimar as pessoas.
          Agora faz o cálculo com alguem que pelo menos pretende ser vegetariano, que anima 10 a serem vegetarianos. Salva 1000% do dano que na prática ruim do veganismo causa.
          E ai? Como é que fica?
          Seja um escencialista, e faça as coisas de coração, que vai dar certo. Se não, até melhor você voltar a comer carne e não se frustrar ai com uma preatica que não te faz feliz.

  7. Nao acredito que vc no que li.. meu Deus do céu..
    Irmão, o contexto de Isaías 1:11,15 onde Deus fala que não aceita as orações do povo, não tem nada a ver com dieta…
    O texto fala do pecado da nação…Não tem a ver com comer carne… Eu sou um “comedor de carne” e Deus sempre respondeu minhas orações …
    E aí ? Como fica seu argumento nada imparcial ??

    • Mesmo que vc tivesse ração, e os outros textos? Ignoramos os outros textos? Se colocamos todos os textos para tentar achar contexto, não faz sentido dizer isso? Como é que fica o argumento? Lógico ou não?
      Ou então qual seria o significado de sangue? Qual seria o significado de bezerros, bodes, e cordeiros? Qual seria o significado de gordura de animais cevados nesse contexto que vc descreve? Tudo simbolismos? Só o fato de falar “Meu deus do ceu” não faz com que matar animais para comer seja um ato de bondade, religiosidade etc. E pagar para que matem tem o mesmo peso. Porqué Deus ia escutar as suas orações, quando você se se nega a escutar o grito do animal que é sacrificado para que vc possa desfrutar da carne dele?
      Desfrutar a partir da dor de um outro ser que sente chama-se sadismo. Cuidar dos sentimentos que teos no coração é a meta de toda espiritualidade. Cómo vc pretende alimentar bons sentimentos a partir do desfrute do sofrimento de outros seres?
      Isso faz sentido?

    • Amigo, existe um negocio chamado livro arbítrio onde vc pode fazer o que quiser em vida conforme suas escolhas, mas n quer dizer q vc n vá pagar por ela quando chegar o julgamento final. Deus pode ouvir suas orações pois ela sabe equilibrar as coisas, mas não quer dizer q um dia vc n vai pagar pelar mortes em sua barriga.
      E tem mais, tem q ir pra PQP quem acredita em bíblia, pois ela já foi alterada muuuuitos vezes e isso comprovado, então vc acredita no que eh certo ou em palavras escritas pelo homem? Nunca vai ser certo tirar uma vida n importa d quem, ponha isso na sua cabeça vc n eh melhor que ninguém nem mesmo q um cachorro, e por sinal um cachorro eh mais inteligente q vc !

  8. O problema das pessoas no mundo é a falta de interesse em mudar. Vejo que os idiotas que escreveram defendendo o consumo de carne não tem conhecimento da verdade e nem querem ter pois a maioria não leu e nem absorveu essa matéria maravilhosa desse site. Fico muito triste por essa triste realidade. Jesus está muito contente… só que não!

  9. Parabéns Govijuvan, vc eh um ser muito evoluído e muito inteligente, não sigo tudo o que está na biblia mas com certeza diante do pouco que a conheço já dá para entender que Deus definitivamente não criou animais para serem comidos. Sou vegetariano a 2 anos e entendo como é o pé santo ignorante das pessoas carnívoras, não importa o que vc diga a elas nunca vai mudar seu jeito de pensar, até se o próprio Jesus voltasse a encarnação e falasse que isso eh completamente errado esses idiotas ignorantes não iriam aceitar pois cada um soh aceita o que eh conveniente a si mesmo.
    Para mim esses pessoas não passam de vermes comedores de carniça que soh pensam em seu estômago a cima de tudo e não se importam com o sofrimento do próximo.
    em várias passagem da bíblia que Deus se refere ao próximo não eh soh a espécie humana e sim a todo ser vivente.
    Hoje em dia não discuto mais com essa raça de demônios, pois não vale a pena perder meu tempo com ignorantes, eles qUE acertem suas contas com Deus quando morrem, pois o vermelho vai estar esperando anciãos kkk

  10. Voce citou texto sem contexto gerando o pretexto, usou como base da sua opinião a citaçao de holocaustos para afirmar que Deus não tem contentamento na alimentação fos homens que comem carne, porém o texto aplicado, não é referência ao assunto, na verdade, se aplica em outro aspecto biblico, e não no sentido por você empregado, isso demonstra o quao mau formulada é sua posição e seu conhecimento.

  11. Talvez se não existisse a bíblia, o homem pensasse mais, raciossinacem mais, enfim.. fôsse talvez melhor.. vejo que através da bíblia e das religiões o homem vem justificando tantos absurdos, claro que equivocadamente, mas penso que se existisse apenas os dez mandamentos, o homem ia entender o verdadeiro sentido do NÃO MATARÁS, o verdadeiro sentido de amar a DEUS SOBRE TODAS AS COISAS E O PRÓXIMO COMO A TI MESMO, ia entender que amar não combina com matar, roubar, trair… simples assim. Sou vegetariano desde que nasci e vegano a mais de quatro anos, sou, não por causa da bíblia, mas porque aprendi desde cedo a amar toda a criação. .para mim, não imagino um ser mais evoluído que eu comendo carnes… e não acredito que o homem será transformado em bom de uma hora para outra, nós temos que nos transformar e não esperar que Deus nos transforme… se fôsse assim, eu me perguntaria: o que Ele está esperando? Tem quem entende que no início eram todos vegetarianos e que no futuro seremos todos vegetarianos de novo. Quer dizer que para esta geração, tudo é permitido, então de certo também deve ser permitido ser corrupto.. ora, que Deus é esse que não tem moral para fazer cumprir suas leis, tá parecendo que ele é brasileiro, dando seu jeitinho. -por enquanto vou permitir depois… Parabéns pelo blog e pelo post. Continue na luta.

  12. Não matarás?? esse é um motivo pra ser vegetariano?? pra você então uma cenoura não é uma forma de vida?

    • Sim,
      1. Diz ‘Não matarás’, e não diz ‘não assassinarás’. Ou seja que não está falando excluivamente de seres humanos.
      2. Trigo é uma forma de vida tanto quanto a cenoura, ou a uva. Jesus mostrou o sacrifício que devia ser feito na nova aliança com Deus, e o que ele ofereceu foi pão e vinho. Não foi nem peixe nem carne.Todos somos obrigados de explorar a vida de alguma outra entidade viva criada por Deus, mas isso não justifica o fato da gente escolher explorar da forma mais ignorante. Ao procurar a verdade devemos ir para aceita-la se a achamos, e não acomoda-la a como a gente faz, ou quer fazer as coisas. Não faz mal ter sentido comum, e ai veremos que o sofrimento de uma cenoura (que não tem sistema nervoso) e de um cordeiro ou um boi não podem ser comparados.
      3. Nenhuma passagem ou mandamento que está na Biblia ou em calquer escritura sagrada antiga vale por sí mesma, independiente de contexto ou de sentido comum, e este artigo tem muito mais do que ‘Não matarás’. Se vc só viú ‘Não mararás’e ainda fez esse commentário, estou imaginando que você teve que ignorar todas as outras passagens mencionadas.

      Robson, procura a verdade das coisas para aprender a viver, para saber para onde mudar, e não para ver de qué jeito você pode tirar proveito dela para se justificar.

    • Cenoura não é um ser seciente, não tem sistema nervoso central…

    • Por mais que ouça essa falácia absurda, não consigo deixar de ficar abismado sempre que a usam de novo. Será mesmo que alguém não consegue distinguir moralmente um porco esfaqueado de um tomate “esfaqueado”? Uma vaca degolada de uma banana “degolada”? Uma galinha fervida viva de uma batata fervida “viva”? Independentemente de se tratar de pura desonestidade intelectual, ou uma assombrosa ignorância pré-Darwiniana, vamos aos fatos.
      Plantas, embora possam reagir a determinados estímulos ambientais, não possuem órgãos nervosos ou sensoriais. Em suma: ao contrário dos animais confinados, torturados e mortos pela indústria pecuária, plantas não têm um cérebro, ou nada que se assemelhe a um. Nem sequer de um ponto de vista evolutivo faria qualquer sentido que as plantas sofressem, uma vez que elas não podem se mover, e, portanto, não poderiam se livrar de um eventual estímulo doloroso [1].
      A ideia de que as plantas possuem pensamentos e sentimentos nasceu com a “pesquisa” de Cleve Backster, publicada no “Jornal Internacional de Parapsicologia” em 1968. Acontece que Backster, além de ser completamente ignorante, tanto a respeito de ciências vegetais quanto animais, também está ligado a todo tipo de ideias ocultas e pseudocientíficas. Seu trabalho já foi citado na defesa da visão remota, rabdomancia, diversas formas de teorias “energéticas”, e do programa Silva de controle da mente, tendo inclusive ele próprio participado de uma das “Convenções Silva”, no Texas [1]. Finalmente, saiba que as ideias pseudocientíficas de Backster foram amplamente refutadas pela comunidade científica [KMETZ, 1977; LEWIS e GASTEIGER, 1975; Skeptical Inquirer, 1978].
      Mas, se depois disso tudo, você ainda insistir nessa baboseira, eis a pá de cal sobre o assunto: Em um sistema estupidamente ineficiente, a pecuária gasta 7kg de plantas para a produção de apenas 1kg de carne [2]. Então, se você realmente está preocupado com o sofrimento das plantas, seja coerente com o seu próprio argumento, e pare de comer animais.

      • Adorei. Simplisomente incrível! Parabéns Paula!

      • Grande Paula, muito grande. Deu um verdadeiro show de conhecimento científico, verdadeira erudição em uma pessoa de sensibilidade à flor da pele.Elaborado com tanta precisão, e de uma beleza literária tão impressionante, cuidei salvar seu maravilhoso texto na página do meu Facebook. Parabéns, amiga.

    • Vá brigar com Deus:
      “E disse Deus: Eis que vos tenho dado toda a erva que dê semente, que está sobre a face de toda a terra; e toda a árvore, em que há fruto que dê semente, ser-vos-á para mantimento.”
      Gênesis 1:29

  13. Sigo o Evangelho e sou vegetariano. Para mim, que sigo Cristo e não um livro, acredito que não posso transformar meu corpo num cemitério comendo muco e vísceras tendo tão abundante oferta de vegetais. Se eu vivesse na Antiguidade, numa região escassa de vegetais tendo só a caça, é uma coisa, mas se empanturrar de carne hoje além de ser pecado (gula, volúpia e concupiscência da carne querendo carne) é uma atitude mesquinha e egoísta, como o são a maioria dos ditos cristãos. Se a Bíblia permiti comer carne? Não me interessa, eu não vou comer e estou muito bem obrigado.

    • Aliás, já ia me esquecendo. Ótimo estudo, o melhor que já vi até hoje sobre o assunto, parabéns.

  14. Mas o Espírito expressamente diz que nos últimos tempos apostatarão alguns da fé, dando ouvidos a espíritos enganadores, e a doutrinas de demônios;
    Pela hipocrisia de homens que falam mentiras, tendo cauterizada a sua própria consciência;
    Proibindo o casamento, e ordenando a ABSTINÊNCIA dos alimentos que Deus criou para os fiéis, e para os que conhecem a verdade, a fim de usarem deles com ações de graças;
    Porque TODA a criatura de Deus é boa, e não há nada que rejeitar, sendo recebido com ações de graças.
    Porque pela palavra de Deus e pela oração é santificada.
    1 Timóteo 4:1-5

    • Vegetarianismo é doutrina de demônios e de espíritos enganadores.

      • HueHueHueHueHueHueHueHueHueHueHueHueHueHueHueHueHueHueHueHueHueHueHueHueHueHueHueHueHueHue, fala sério…

      • só de lembrar que muitos são vegetarianos por questões de saude, caso tenhas algum amigo ou um proximo que seja medico, podes questionar e pode mostrar a si as vantagens e desvantagens da alimentação em bases de vegetais e carnais tambem, exclua coisas de demonio e pesquise que aqui na net tem tudo, caso saibas ler a biblia vailer qual foi o tipo de alimento que Daniel e seus amigos utilisavam e saiba que foram 10 vezes mais sabios que todos…. Não se limite, investigue caro amigo e questione sempre, espero ter ajudado….

      • É MESMO DAVI……KKKKKKKKKKK

      • Olha aí o demônio falando !!

      • Nossa se ser vegetariano eh coisa do demonio então tirar vidas inocentes para comer eh coisa de Deus ? Vc eh muito burro Davi, deve ser um gordo escroto com as veia td entupida de colesterol e barriga cheia de morte igual um cemitério, pq vc n morre seu diabo?

        • Não conheço este pai da ignorância, mas, na minha feição psicológica é um gordo partidário da gula, que não pratica nenhuma atividade física, que fuma e bebe desbragadamente, e é um sério candidato à hipertensão arterial eterna.

      • Claro, pessoas aceitam o que é conveniente para si e o que importa, tolos como vocês são realmente ridículos. Invente uma história melhor, vegetarianos são o espírito.

    • Se toda criatura é boa, não pode matar, pois os homens não podem dar vida a criaturas nem boas nem mãs. O dono de tudo que vive é ele. Coloca um pouco de lógica nos argumentos pelo menos, pois parece que você não entende a palavra “doutrina”. Se vc coloca uma passagem da Bíblia sem contextualizar essa passagem, e ignorando o que diz em outras partes da Bíblia, ai você quer que as pessoas aceitem sua doutrina (ou seja sem pensar de forma lógica e só porque diz na Bíblia).

    • Exatamente. No princípio Deus nos deu todos os vegetais como alimento. Não a carne.

    • Carne não é alimento. Não para humanos… temos mais semelhanças a um animal herbívoro do que a animais carnívoros.. suamos pela pele assim como os herbívoros e não pela lingua como os carnívoros, temos um aparelho digestivo de 12 metros assim como os herbívoros e não de 5 metros como os carnívoros tem para a ingestão rápida que a carne necessita… a carne no nosso intestino apadrece e pode ficar lá por anos provocndo então um cancer… DEMONIO é VOCÊ que quer justificar seu descontrole da lingua e seu gozo dos sentidos… sem falar no casamento… que por favor né?? Até Jesus era contra!

  15. Bom dia a todos!
    Mudei minha opinião referente ao consumo de carne.
    Quem me viu e quem me vê rsrsrs…
    Dica: estude a bíblia e tudo mais, estamos indo para um caminho perigoso, pessoas ainda morrem de fome e sede, estamos destruindo nosso planeta… muito dinheiro envolvido e nenhuma compaixão.
    Agradeço a todos que lutam pela compaixao!! A menoria guerreira que sacrifica seus tradicionais hábitos em pro de um mundo melhor.
    Há 11 anos atrás eu defendia o consumo da carne e percebi que o fazia mas como justificatica pessoal para continuar consumindo rsrsrsrs assim como os argumentos usados de quem fuma.
    trabalhei em matadouro há 15 anos e até hj rezo para que seja perdoado de tudo que fiz, agradeço a Deus por ter me direcionado ao caminho que hj estou.
    imaginar como é o abate de um animal, ou ver videos sobre, ainda é pouco comparado com a sensação de se estar em uma indústria, onde o cheiro, os sons e as visões nos tornam pessoas frias e desumanas.
    Oro para nossa união, num mundo ja tão dividido.
    Gratidao!

    • Eu só gostaria de saber se você pode me explicar esta parte aqui Atos capitulo 10 versículos 12 e 13 por favor.Eu adoraria que me explicasse para eu aprender um pouco mais obg

      • Tb já fui ferrenho defensor do consumo de carne, e tb ja trabalhei em um frigorífico. Hoje tenho a mesma sensação, por me tornar vegetariano. Quanto a Atos 10:12-13, não devemos justificar nossa atitudes hoje com isso, pois ele passava fome no momento e lhe foi proporcionado. Hoje temos muitas opções, mais baratas e saudaveis da alimentação vegetariana a disposição a todo tempo

      • Embora esta visão seja confessadamente simbólica, a experiência de Pedro, aqui registrada, foi uma revelação definitiva de que Deus tinha feito uma significativa alteração em Seu relacionamento com a humanidade ((verso 28). Pedro objetos diante da ordem de Deus (verso 14), mas o Espírito de Deus foi insistente em que ele deveria ajustar seu pensamento e ação com este desafio. Os animais e as aves representavam os gentios (“impuros” de acordo com a Lei) e os judeus (criminalmente “puros”). Foram apresentados juntos neste receptáculo que desceu do céu, declarados puros por Deus (verso 15, 34-35) e então arrebatados de volta para o céu (verso 16).

        • Desculpe, ai em cima eu quis dizer que os judeus são CERIMONIALMENTE puros. Continuando, a revelação da Igreja não foi dada somente a Paulo. Paulo mesmo diz que foi revelada por Deus aos “seus santos apóstolos e profetas (do Novo Testamento) no Espírito” (Ef. 2:11-22). Esta foi a avaliação do próprio Pedro do que Deus fez através dele em Cesaréia (At 15:7-11; veja Jo. 14:20, nota)

      • “Para Aquele que tem fé, nenhuma explicação é necessária, e para aquele que não tem fé, toda explicação é insificiente ou não faz sentido…”

    • Que belo depoimento. Eu também já comi muita carne e já defendi isso… Parei de consumir a crueldade como que por orientação espiritual, hoje luto pela recuperação do planeta, pela conscientização humana do amor à natureza. Enche-me de esperança, perceber que todos podemos mudar e evoluir. Que outros irmãos sigam o mesmo caminho. Namastê !

      • PARABÉNS……SOU VEGETARIANA, E MUITO FELIZ.

    • Paz Igor. Obrigado pelo seu testemunho.

  16. Obrigado… Muito bem explicado seu comentário…
    Eu sou vegano desde os 11 anos e defendo os animais…

  17. Esse “cristãos” mal conhecem a história e a escritura deles. Nunca pegaram um bíblia autêntica e não corrompida nas mãos. Mal sabem como esse “livro” foi manipulado e reescrito por papas e imperadores degradados. Enfim, para quem tem bom senso não é necessário sequer escritura nenhuma para saber como agir com outros seres vivos.

  18. Olá por favor gostaria de uma explicação
    quando Deus manda Moisés falar para os hebreus
    matar carneiros para comer a carne passar o sangue
    nas portas…
    Obrigado

    • Caro Benedito, com certeza a Biblia é um Livro que originalmente continha verdades importantes para realização espiritual, e aqui colocamos alguns textos da biblia que apoian o vegetarianismo como uma prática correta de alimentarse e se relacionar com Deus e a natureza. Mas na nossa opinião e nosso conselho é também de usar o próprio sentido comúm, pois a Biblia original como tal já não existe. Para dar um exemplo, Constantino e o Primeiro Concílio de Niceia (clique aqui para ler).
      Foi a mais importante alteração que a Biblia Sofreu, e essa alteração não foi feita por um santo mas por um Imperador, que torturou e matou muitas pessoas e teve uma conduta muito duvidosa. Mesmo que esteja escrito na Biblia com a correta tradução, grande parte dos textos foram alterados, como mostra o artigo. De fato esse tema da celebração da Pascoa Justamente foi tratado por Constantino (Leia o artigo de Wikipedia na seção chamada “As questões doutrinárias”) e se você quiser saber sobre o tema pode também fazer clique aqui. O tema é controverso ainda, e tanta coisa foi apagada da Biblia (por Constantino e outros) não tem como recuperar a ciência certa tudo.
      O ponto é que nem vale muito a pena escudrinhar a Bíblia para achar verdades sem um critério de práticas que confirmem a veracidade das práticas descritas pois a Bíblia foi modificada por seres humanos comuns, e alguns até malvados, 22 vezes autorizadamente pelo Vaticano, e a Bíblia protestante (além de ter herdado a Bíblia com as 22 modificações) prescinde de mais 4 livros (ou seja tem 4 livros a menos).
      Nosso humilde conselho é o de não seguir a Bíblia, sem nenhum tipo de questionamento, pois como a recebemos historicamente de um Imperador de Roma, que se autodenominou Papa, matou e torturou a quem se oponha a ele e o que ele pensava, que mandou chicotar o proprio filho até a morte e mandou estrangular o proprio cunhado, e institucionalizou o culto cristão como o culto oficial do imperio romano, mas com fins políticos, pois queria unificação de culto no seu império (motivações estritamente políticas que não tem a ver com a verdade das coisas), não é nada confiável. Nosso respeito é por aquilo que ainda está nela (a Biblia) que não foi alterado nem inventado, e que é o que salva a Biblia de ser um livro completamente descartável como guia espiritual e que contém verdades úteis para toda a humanidade.
      Caso contrário tememos que quem segue desse jeito vai cair no Fundamentalismo (assim como muitas pessõas que se denominam mussulmanos e seguem regras das escrituras sem colocar o sentido comum a funcionar nem harmonizar). Graças ao fundamentalismo, ainda existem práticas como apedrejamento até a morte ou chicotadas, como castigo em alguns paises desse mundo. Esse blog não apoia o fundamentalismo por esse mesmo motivo. Saiba mais sobre a vida de Constantino clickando aqui. Esperamos que você se anime a praticar a compaixão pelos animais.

      Abraco

  19. Olá Paulo
    Gostaria de uma explicação sobre o episódio quando Deus manda Moises
    falar para os hebreus matar carneiro para comer a carne
    e esfregar o sangue nas portas.. Se houve erro de tradução.

    Uma abraço

    Benedito

  20. Alex,
    Concordo com seu comentário, mas faço observações: Primeiro, é verdade que a vontade de Deus para a humanidade é que o alimento seja de origem vegetal, mesmo porque depois da regeneração não haverá mais morte; segundo, Deus permitiu o alimento carneo em função do dilúvio, mas também o permitiu em função dos sacrifícios dos rituais no santuário; depois que o santuário foi invalidado não haveria mais a necessidade de alimento carneo em função de não haver mais sacrifícios, porém no novo testamento há diversas passagens que permitem a alimentação carnea. O primeiro milênio da terra foi uma fase de degeneração humana, depois mais cinco mil anos continuarão em degeneração, mas no sétimo milênio começará o reinado de Cristo que será segundo o Próprio Jesus Cristo a regeneração da humanidade e isto de modo progressivo.

    Conclusão:
    O mundo foi feito perfeito, pasará por um período de decadência, haverá uma regeneração no milênio que será o reinado de Cristo com cetro de ferro (dureza de doutrinas) e voltará à sua forma perfeita; e neste processo muitos não irão aceitar a forma de governo de Cristo e serão exterminadas no juizo final. Depois disso a Bíblia diz que o leão comerá palha como o boi.
    Hoje comer carne é permitido, mas no milênio será proibido pela lei de Deus, então não podemos julgar os que o fazem.

  21. Sabemos, segundo a Bíblia, qual a vontade de Deus para nossa alimentação. E também sabemos que Ele nos dá a permissão para comer carne. E com isso eu digo: Queremos fazer a vontade de Deus, os planos Dele, ou a nossa vontade, escondidos atrás da permissão Dele? E também sabemos que devemos ser misericordiosos e ter compaixão, mas misericórdia e compaixão não combina com morte de animais, que Deus fez serem sencientes, sentirem as mesmas coisas que nós sentimos, os mesmos medos, os mesmos pavores, os mesmos laços de amizade e familiares, o mesmo luto, o mesmo desespero. Deus colocou isso tudo nos animais, e nos deu o domínio sobre eles. E como é que nós agimos? Como se fossesmo o demónio do inferno deles. E se engana quem acha que Deus não vai cobrar isso! Imagina o dono de uma empresa que dá o controle da empresa a um empregado, e que quando volta, descobre que esse empregado trata a empresa do mesmo jeito que nós tratamos os animais. O que pensam que esse dono irá fazer com o empregado? Agora imaginem Deus!

  22. Se o vegetarianismo está na Bíblia e é apoiado por ela, por que Jesus fez o milagre da multiplicação dos PEIXES para dar à multidão com fome? Por que ele não multiplicou algum alimento que não fosse de origem animal?

    • Christiano,
      Tem muito mais do que essa passagem que afirma que na bíblia se apoia o vegetarianismo. É só ir para acima e ler. De fato tem um outro artigo aqui no site que fala especificamente sobre essa passagem. Faça clique aqui e leia.
      Posso também responder para você com duas perguntas:
      1. Jesus era vegetariano? Clique aqui e leia
      2. Porque muitos dos pais do cristianismo e discípulos de Jesus foram vegetarianos? Clique aqui para ver um vídeo em espanhol com respostas para esta pergunta e a anterior.

      • O vídeo não está mais no ar?

      • esta é a “vantagem” da biblia, através de uma retórica e de uma dialética distorcida pode-se provar qualquer coisa, basta ver as centenas de religiões que afirmam basearem-se na bíblia. Pela bíblia justifica-se a escravidão, a submissão da mulher, o genocídio, o sacrifício de animais, a proibição de transfusão de sangue, a demonização de religiões africanas, a homofobia… enfim, é um livro que serve a qualquer ideologia, basta um pouquinho de criatividade.

        • Vc esquerdista, né?

  23. Acho muito triste ter que existir tantas discussões e tantos estudos por uma questão óbvia: se Deus existe, CERTAMENTE Ele não aprova todas essa crueldade e sadismo para com vida dos animais, principalmente pq não é por fome, e sim por pura luxúria.

  24. Acho bacana nós servimos de referências para fomentar o vegetarianismo, e nada melhor do que a biblia para isso. E, nesse caso, esquecemos de mencionar o maior de todos os ensinamentos do mestre Jesus e que coloca todo o resto no chinelo: ‘amai-vos uns aos outros assim como eu vos amei”…ora, o amor é o sentimento maior e Jesus não fez distinção a quem amar disse apenas para que amemos…e quem descobre o amor puro, percebe que ele se estende a toda a criação. Então, pronto. Não precisamos ler a biblia inteira, basta seguir esse ensinamento plenamente.
    Abraços a todos!
    Adorei o site!

  25. BOM TRABALHO HARE KRISNA.

  26. Olá! Sou vegetariana a quase 1 ano por compaixão aos animais.
    E as pessoas vivem discutindo esse negócio da Biblia comigo, dizendo a passagem dos peixes e tal! como argumentar

    • Boa Tarde Agata.
      Clique aqui e leia nosso artigo sobre o assunto da “Multiplicação dos Pãe (e não dos peixes)”. Acho que esse artigo contem informações suficientes para argumentar sobre esse assunto de uma forma muito consistente.

      abraço e parabens pelos bons sentimentos para com os animais.

      • João 21.4-5 diz: “Ao amanhecer, Jesus estava na praia, mas os discípulos não o reconheceram. Ele lhes perguntou: ‘Filhos, vocês têm algo para comer?’ Eles responderam que não”

        João 21.6 “Ele disse: ‘Lancem a rede do lado direito do barco e vocês encontrarão’. Eles a lançaram, e não conseguiam recolher a rede, tal era a quantidade de peixes”.

        • Cara Bianca,
          É sabido já que os Primeiros seguidores de cristo eram na sua maioria vegetarianos (O próprio Pedro, Mateo, Andres, Felipe, Tomas, também os Evangelistas Marcos e Lucas), assim como também muitos dos pais do Cristianismo. É também sabido que Jacobo, o Irmão carnal de Jesus Também era Vegetariano. Poso mencionar outros Vegetarianos e Pais do cristianismo como Jerónimo, João Crisóstomo, Gregório de Nicéa, Bacílio o grande e Francisco de Asis.
          A história da Biblia é bastante complicada, e temos que resgatar o significado profundo dela de uma forma mais investigativa, pois sabemos que foi alterada a conveniencia de políticos em várias épocas.
          Convido você para que se faça a seguinte pergunta: “Poqué tantos dos seguidores de Jesus, e pelo que se sabe o próprio Jesus eram Vegetarianos?” e “Por que vários dos pais do cristianismo também eram vegetarianos?”
          Tem um documentário que ainda não achei em portugués, mas está em espanhol onde se fala destes temas aqui: http://www.youtube.com/watch?v=nc8x1SiORcg.
          Assista e tire suas conclusões.
          Se quisser a Uma das fontes de investigação leia os textos de Carl Anders Skriver, e as traduções dos pergaminos do Mar Morto.
          Acho Importante contar a cuantidade de argumentos dentro da Biblia que falam contra Comer Carne e a Quantidade que supostamente está em pro de consumir carnes. Tem muitas mais contra.

      • Ilustre colega! Queira tomar cuidado quando usar a Palavra de Deus, a Santa Bíblia! Você menciona apenas o texto que lhe convém, esquecendo-se que tem outros evangelhos com o mesmo relato; (Marcos 6:30-44; Lucas 9:10-17; João 6:1-13).

        Marcos 6:42 “E, tomando ele os cinco pães e os dois peixes, levantou os olhos ao céu, abençoou e partiu os pães, e deu-os aos seus discípulos para que os pusessem diante deles. E repartiu os dois peixes por todos.”

        Lucas 9:16 “E, tomando os cinco pães e os dois peixes, e olhando para o céu, abençoou-os, e partiu-os, e deu-os aos seus discípulos para os porem diante da multidão.”

        João 6:11 “E Jesus tomou os pães e, havendo dado graças, repartiu-os pelos discípulos, e os discípulos pelos que estavam assentados; e igualmente também dos peixes, quanto eles queriam.”

        Govijuan!
        Dou-lhe um aviso! Pare de enganar as pessoas, pois distorcer as Escrituras é obra do inimigo de Deus, e você lamentavelmente está fazendo a obra dele; pois veja as suas palavras no link sobre a passagem de Mateus 14:13-21:

        Jesus não dá peixe para as pessoas comerem, nem há referências a que ele coma peixe nessa passagem. Ele multiplica os pães e dá os pães às pessoas para que comessem, ao contrário do que muitas pessoas, equivocadamente, defendem.

        Paulo Godinho

        • Paulo,
          As traduções e até relatos de pessoas não vegetarianas, mesmo que antigas são muito duvidosas, pois cada um interpreta em acordo a como entende pela sua própria experiência. Assim quando uma palavra “comida” aparece para um carnívoro ele interpreta como “carne” muitas vezes, pois ele mesmo come carne e a considera alimento. Cada um tem a capacidade de interpretar em acordo com sua própria prática (contexto cultural). O que aparece na bíblia sobre Jesus cristo, começou a ser escrito 80 anos após a Crucificação dele, coletando evidências de pessoas (já de idade muito avançada) que viveram no tempo de Cristo, e o que foi passado de boca para ouvido durante esses anos. Então pelo menos temos que aceitar a dúvida, e eu acho algo natural, e não uma obra do demônio, pois Deus nos deu inteligência para termos critério próprio e assim poder discernir o verdadeiro do falso. Sem isso Deus não poderia fazer nos responsáveis por atos bons nem ruins. Essa é a condição em que os animais vivem. Mas não somos animais, somos seres humanos e somos responsáveis pelo que acontece com nosotros mesmos e com os animais. Disso não ha dúvidas para quem tem entendimento suficiente.
          Também não há dúvida de que quem não respeita a obra de Deus, não pode entender nem apreciar esse presente tão grande que é A VIDA. Isso é algo que não preciso explicar para um vegetariano pois ele já vive essa experiência. é por isso que muitos dos antigos cristões antigos como Pedro, Mateo, Andres, Felipe, Tomas, também os Evangelistas Marcos e Lucas, assim como também muitos dos pais do Cristianismo, e também Jacobo, o Irmão carnal de Jesus Também era Vegetariano. Fora do contexto bíblico existem referências ao vegetarianismo como uma prática para desenvolver e manter a compaixão. No bhudhismo por exemplo, no hinduísmo e até em algumas culturas indígenas de latino-américa. Que experimenta o vegetarianismo sabe que a compaixão começa pelos animais, isso é algo do que eu não preciso convencer a um vegetariano(a), pois ele já sabe pela própria experiência no coração.
          A fé não é algo que você recebe assim de nada. Fé faz parte do processo científico de relacionar se com Deus, pois deus é a verdade por traz de tudo. Primeiro você confia (tem fé)nele, logo tem que praticar e demonstrar que você confia nele, e logo tem que tirar suas próprias conclusões para alimentar sua fé ainda mais e recomeçar o ciclo. É um processo dinâmico e quando não se está avançando, fica estagnado. Deus é infinito, e ficar perto dele implica avançar constantemente, infinitamente. Nunca vamos deixar de aprender. Por isso devemos ter uma mente aberta para as coisas novas, pois aprimoramento significa mudar para melhor.

          – Apresentamos as informações aqui de forma pública e geral para todo mundo.
          – Damos direito de comentar e
          – damos respostas as dúvidas de quem tem dúvidas (em acordo com a nossa capacidade e entendimento, é claro).
          – permitimos seus comentários expresando que não concorda, sua visão, opinião, sentimentos e até suas evidências negando afirmações feitas aqui.

          Mas não nos fazemos responsáveis pelos desentendimentos que você possa ter com a sua esposa (não cabe a nos), ou com outras pessoas que comentam no site.

          Meu aviso para você e para todos!
          Mas há algumas coisas que não permitimos: Facismo (bulling), fanatismo (tentar impor sua visão ao invés de levar discussões maduras e adultas), insultos nem formas violentas nem denigrantes de se expresar, assim como não permitimos conteúdos ou comentários vulgares nem preconceituosos no nosso site pois os consideramos todos um abuso o uso do sistema de comentários do site.

          Quando eu falei “nessa passagem” queria dizer em Mateus 14:13-21. Considero que na bíblia tem a palavra de Deus, mas nem tudo o que esta escrito na bíblia de hoje é a palavra de Deus. As alterações que foram feitas na Bíblia não acabaram no momento de ser traduzida. Houve várias ‘autoridades cristãs’ no passado que fizeram mudanças na bíblia para acomoda-la a sua conveniência pessoal.
          É verdade que distorcer a palavra de Deus não é nada bom, mas não sou eu quem está fazendo isso. Isso já foi feito e vem sendo feito a vários séculos dentro da própria bíblia (disso existe muita evidência).

          Você está dizendo que eu estou enganando as pessoas e isso cai na categoria de Insulto, pois indiretamente está dizendo que tenho mal caráter.
          Que eu estou fazendo a obra do inimigo de Deus cai em duas Categorias de Comentários não permitidos: 1. Fanatismo e 2. Preconceito. Considero que não fez isso de forma muito consciente e por isso vou permitir que seu comentário apareça nesta página. Mas vou pedir que no futuro faça o favor de expressar esse tipo de sentimentos e pensamentos no seguinte formato:
          “Sinto que …. você está fazendo a obra do demônio.”
          De igual forma pode usar as expressões:
          “Penso que…”, “Acho que…” e similares. Assim podemos identificar que é um sentimento seu, que você expressa de forma respeitosa.

          • Ilustre! Você é o dono do blog e pode fazer o que quiser, não sou fanático, mas conheço um pouco da Bíblia, sou preconceituoso sim, mas apenas contra os mentirosos, dissimulados, fingidos, sínicos; e você mencionou novamente, agora para o Sr.Christiano, apenas a passagem de Mateus14:13-21 (artigo) e não mencionou as demais passagens que já são do seu conhecimento, e por quê? (Marcos 6:30-44; Lucas 9:10-17; João 6:1-13) Pois servem para elucidar as dúvidas desta passagem. Perdoe-me por te chamar de enganador, mas te pergunto: Por que você não mencionou as demais passagens? Elas com certeza contradizem o que você está afirmando! É só ler!

            Todos aqui já sabem do meu posicionamento sobre o assunto, mas usar a Bíblia para defender o vegetarianismo é ir além do que Está Escrito.

            Por favor, me diga quais as passagens da Bíblia que diz que Pedro, Mateo, Andres, Felipe, Tomas, também os Evangelistas Marcos e Lucas, eram vegetarianos.

            Já senti que você é o dono do blog, e o objetivo está sendo ameaçado, então em respeito aos seus objetivos, se quiser eu paro de comentar, mas se não quiser que eu saia, por favor quando fizer afirmações da Bíblia, queira certificar-se se todo conteúdo é coerente para que eu não me oponha e atrapalhe o seu trabalho.

            Paulo Godinho

    • Agatha! veja o contexto bíblico para a palavra peixe, que o ilustre colega disse ter a tradução errada, ou seja, no lugar de peixe diz ele, que o correto é usar a palavra alimento. Minha esposa é vegetariana e não me dá mais sossego com esta história que o ilustre colega postou. Mas para não ficar dúvidas se a afirmação do colega está correta, vou mencionar alguns textos da Bíblia e substitua a palavra peixe por alimento e veja se ainda manterá o contexto ou sentido lógico. Mateus 7:10 e Lucas 11:11 (Cobra ou peixe?), Mateus 17:27 (Lançando anzol, que tipo de alimento se pega?), Marcos 6:43 (Se foi somente pão que eles comeram, por que recolheram também sobras de peixes?), Lucas 5:9 (Por que Pedro e os demais pescavam? Para que servia a pesca?), Lucas 24:42 (Para que deram um pedaço de peixe assado a Jesus? O que Ele ira fazer com este?)João 21:9-13 (Quem assou os primeiros peixes? Que ordem Jesus dá aos discípulos no verso 10?) Se substituirmos a palavra peixe por alimento como propõe o ilustre colega, os versos ficam sem sentido dentro dos contextos propostos. Veja você mesma!

      Ser contra o sofrimento dos animais é uma atitude nobre, mas usar a Bíblia para ensinar o vegetarianismo ou veganismo é realmente ir além do que ESTÁ ESCRITO!

  27. A Bíblia Sagrada foi inspirada por Deus, porém traduzida e controlada por homens até nossos dias. Muitos deles, acredito que sem mau intenção acabaram traduzindo-A dos escritos originais (hebraico, aramaico e grego) com tendências e entendimentos pessoais que acabam descontextualizando-A como um todo. Por este motivo, dá-se muitas contradições e dificuldades na interpretação das Escrituras Sagradas.

    A Bíblia relata que Deus e dois anjos comeram o novilho preparado por Abraão, relata Deus enviando codornizes como alimento para os hebreus quando estavam no deserto, Jesus Cristo multiplicando peixes para a grande multidão (duas vezes), Jesus ensinando que o pai nunca dará uma cobra ao filho que lhe pede um peixe, Jesus operando seu poder na pesca maravilhosa (para quê a pesca, senão para alimento!), Jesus comendo peixe, provando não ser somente espírito.

    Acredito que a Bíblia não condena o alimento cárneo se for num processo natural. Vou explicar! Antigamente ouvia-se: “Vou engordar esta galinha para comê-la no natal”, desta forma a galinha era criada juntamente com as demais, ciscando no terreiro, sem ser mal tratada, ou sofrendo algum tipo de agressão; tão somente quando chegava a hora de virar alimento. Pensando desta maneira acredito que não haveria carne todos os dias para se comer se não criasse uma sistemática de reprodução. Minha avó tinha várias galinhas em sua casa que viviam soltas pelo quintal, á tarde eram recolhidas no galinheiro. Quando eu visitava-a, ela me pedia para ver se haviam ovos para que pudéssemos prepara-los para o almoço, e isso eu vejo como um processo natural, no qual sou favorável.

    A humanidade passou dos seus limites para com os animais a muito tempo; é revoltante as situações em que os animais são submetidos; e tenho certeza absoluta que a Bíblia não apoia o sistema atual de alimentação cárnea. Não precisamos ficar discutindo opiniões para se chegar a uma única conclusão obvia, basta responder algumas perguntas:

    A energia absorvida pelos vegetais, origina-se do sol, e as plantas são as únicas que tem esta capacidade, por um processo que se chama fotossíntese. Na cadeia alimentar os vegetais são conhecidos como produtores (fonte primária de energia), exatamente por absorver a energia do sol; depois vem os consumidores primários, que são todos aqueles que se alimentam apenas de vegetais (herbívoros); depois vem os consumidores secundários que se alimentam dos animais herbívoros (carnívoros); e depois seguem como consumidores terciários, os que comem os carnívoros e assim sucessivamente.

    Se os homens são herbívoros, por que então se alimentar de animais que é uma fonte de energia já reciclada?
    1º)Sol-> 2º)Vegetais-> 3º)Herbívoros-> 4º)Carnívoros que comem herbívoros-> 5º)Carnívoros que comem carnívoros.

    Outro fator é a contaminação do alimento. Pelo processo natural as plantas se renovam, pois para tal função foi criada; embora o homem está tão além do que Deus planejou que por causa do maldito dinheiro, também enchem as plantações com agrotóxicos.

    Hoje, a humanidade sofre de doenças em função de sua alimentação; gorduras, sangue ácido, contaminações de animais; sofrendo diabetes, infartos, osteoporose e tantas outras, tudo em função da alimentação e indiferença com o meio ambiente.

    Ao invés de ficarmos debatendo, vamos pesquisar e divulgar as opções de alimentos que temos neste vasto mercado brasileiro, que possa substituir nossos hábitos, que se tornaram maus por causa do desrespeito aos animais em detrimento a ganância de pessoas que não tem nenhum escrúpulo.

    Paulo Godinho

    • nossa, parabéns pelo entendimento…sempre quis expor esse meu entendimento, mas é tão difícil…as pessoas vão do 8 ao 80, se vç é mediano não serve…enfim…
      gostei mt da explicação da galinha criada no terreiro e bla bla bla…minha família vive no sítio, somos pobres e se não comermos carne, o q vamos comer? amamos verduras e frutas, da qual sou muito simpatizante, porém o vegetarianismo como forma de vida é MUITO CARA!! vai comprar fruta e verdura para um mês!! gastamos mt mais, embora a carne tbm seja cara, além de q temos q ir nos habituando aos poucos…SOU TOTALMENTE CONTRA O SOFRIMENTO ANIMAL…produção em grande escala, morte de animais machos para a produção de leite, produção de couro etc… não sou contra quem seja vegetariano, evito outras coisas e não só o consumo de carne..na verdade o homem é egoísta e só faz outros sofrerem, seja animal ou humano, para OBTER LUCRO!!!

  28. Meu Jesus, você todos os textos fora do contexto. Interpretando de modo completamente errôneo para servir de argumento para o seu vegetarianismo.
    Pelo amor dos animais, não faça isso!
    Se você quer que alguém seja vegetariano, use a racionalidade e não Bíblia!

    abraço

    • Rodrigo, escrever sem dar argumentos nem citar nada é a mesma coisa ou algo pior do que supostamente justificarse na Biblia tirando as coisas de contexto. A Biblia está de por sí fora de contexto em muitos sentidos e por isso a gente tem que fazer um sentido do que se diz nela. Para isso tempos precisamente o sentido comum, para fazer sentido das coisas, não caprichosamente. Eu acho, e tenho quase certeza que ninguiem imagina a Jesus Matando um cordeiro para comer. Ou batendo na cabeça de um peixe que pescou para cucinha-lo e come-lo. Mas existem coisas que são muito claras e não dá para especular muito sobre o que significa como por exemplo “Não Matarás”. A verdade não é para justificar-se, a verdade é para a gente poder mudar para melhor, e isso é com certeza nosso objetivo. Tem pessoas que dizem que elas tem o verdadeiro significado para a Biblia, mas isso é como dizer que eu sou o único que sei o quanto é 2+2 e que ninguiem mais pode dizer o que dá. A verdade é assim. Para citar palavras do propio jesus:”Quem tiver ouvidos, que ouça”. Neste caso seria: “Quem tiver inteligencia que ache o sentido”.

  29. O homem quer ver apenas aquilo que lhe convêm!

    • Independente do que convêm ao homem, conforme mencionado no estudo acima, está escrito:

      “E disse Deus ainda: Eis que vos tenho dado todas as ervas que dão semente e se acham na superfície de toda terra e todas as árvores em que há fruto que dê semente; isso vos será para mantimento;” (Gênesis 1:29)

      Mas também está escrito e o autor deixou de mencionar propositalmente outro texto no mesmo contexto:

      “Tudo o que se move e vive ser-vos-á para alimento; como vos dei a erva verde, tudo vos dou agora.” (Gênesis 9:3)

      Perceba que o contexto de Gênesis 1:29, fala sobre os momentos da criação, ainda não havia o pecado e nem a morte; contrariamente, em Gênesis 9:3, Deus havia acabado de fazer uma purificação na terra deixando apenas 8 pessoas. Mesmo assim a Bíblia diz que Deus abençoou Noé e sua família.

      Antes de querer debater sobre o ensino bíblico do vegetarianismo, eu gostaria de informar que isto não existe na Bíblia, e se quiser aprofundar os estudos, eu provo unicamente na Bíblia.

      Concordo que a única forma de alimentação na terra restaurada será o vegetarianismo, e isto a Bíblia ensina, mas este acontecimento está no futuro. Também concordo que todos nós deveríamos nos alimentar somente de vegetais, poupando o sofrimento e a morte, mas por Deus ainda é permitido, irá acabar na restauração! Mas ainda é permitido. Por favor leiam Romanos 14:1-23 e me responda: quem é o deficiente na fé? Depois leiam I Timóteo 4:1-5 e respondam: O que é obediência a espíritos enganadores e ensinos de demônios?

      Se tirar do contexto eu começarei o debate (dentro da Bíblia)!

      • Somente um detalhe! Minha esposa é vegetariana, entendo esta situação, mas dizer que a Bíblia condena o consumo de carne como alimento, é realmente ir além do que “ESTÁ ESCRITO”.

    • Concordo plenamente.
      Eu nunca li tanta besteira sobre a Bíblia. Deus tenha misericórdia de nós!

      • Bom se for besteira seria fácil pelo menos você apressentar um contra-argumento, não é? Só dizer que é besteira sem justificativa nenhuma, é mais besta, do que escrever sobre a Biblia + apressentar argumentos. Então, argumentos? mostre que você é mais racional…

  30. Muito bom mesmo! Mas será verdade? Breve retornarei sobre este estudo!

  31. Cara, muito bom. Eu mesmo sou ateu, mas ultimamente tenho lido a bíblia como um “livro de conselhos”, quer intepretem isso como bom, ou, como mal. Já faz uns 5 anos que sou vegano. Isso é bom para quebrar a imagem de que ateu é uma pessoa ruim. Mas faltou aí o Provérbios 20:20-21

  32. Muito obrigada pelo estudo, sou vegan por compaixao aos animais, e agora apos este esclarecimento me orgulho mais ainda!

  33. Deus e perfeito, jamais admitiria essa escravidao dos animais!

    • Go Vegan …Parabéns pelas frases, me servirá de grande ajuda, para convencer os religiosos que acham que os animais existem somente para servir o homem….absurdo! Abços

      • A Bíblia registra ocasiões quando Jesus comeu peixe (Lucas 24:42-43) e carneiro (Lucas 22:8-15). Jesus milagrosamente alimentou as multidões com peixe e pão, o que seria estranho para Ele fazer se fosse vegetariano (Mateus 14:17-21). Em uma visão ao Apóstolo Pedro, Jesus declarou que todas as comidas eram purificadas e lícitas, incluindo os animais (Atos 10:10-15). Depois do Dilúvio nos tempos de Noé, Deus deu à humanidade permissão para comer carne (Gênesis 9:2-3). Deus nunca anulou essa permissão.

        Leia mais: http://www.gotquestions.org/…/Cristao-vegetariano.html

        • Querido Ryan Henrique, te aconselho a tomar cuidado em falar da Bíblia, pois quando Pedro teve a visão de algo semelhante a um lençol com todos os tipos de animais dentro, Deus não estava falando de comida. Leia você mesmo todo o contexto e diga o que entende. Acredito que você não tenha lido todo o contexto…
          No verso 17 de Atos 10, a Bíblia diz que Pedro não havia entendido a visão, não é verdade? Por que Pedro não entendeu algo tão claro como você Ryan entendeu? Porque a mensagem não era esta que você supostamente acredita ser a verdade. Entretanto do verso 5 ao verso 18, Pedro explica a visão e seu significado. Por acaso ele fala de comida? Agora veja a história que ele narrou do verso 9 ao 35 do capítulo 10; principalmente o 34 “Então falou Pedro, dizendo: Reconheço por verdade que Deus não faz acepção de pessoas;” 35 “Pelo contrário, em qualquer nação, aquele que O teme e faz o que é justo lhe é aceitável.”
          Por favor não fique chateado por te mostrar a sua forma errada de interpretação. Quanto, a comer carne, seguramente Deus é contra as atrocidades que acontecem em nossos dias; o comer carne admitido por Deus não inclui o cenário que hoje vemos; mesmo porque a dieta original foi os vegetais e a dieta dos salvos serão os vegetais, visto que não haverá mais mortes. Fiquem na graça de Jesus Cristo e De seu Pai, o Deus TODO-PODEROSO que vê todas as coisas.

        • ola… peço q investigue um pouco mais sobre as traduções verdadeiras da Bíblia…como nesses comentarios explicativos das traduções…só para constar, ja vi uma explicação sobre essa passagem em q Jesus alimenta a multidão com pão e peixe..a palavra PEIXE está traduzida erroneamente, ela quer dizer sobre uma alga presente no mar daquela época…não sei explicar em detalhes, mas é bom sim investigar os contextos e palavras verdadeiras provindas da Bíblia,até por uma questão de aprendizado histórico…

          • Olá Cleonice, é muito importante conhecer os originais hebraico, aramaico e grego das Escrituras Sagradas sim, porém há um contexto geral da Bíblia. Se você fizer um levantamento de todas as passagens sobre as quais o Próprio Senhor Jesus fala sobre peixe, Ele realmente refere-se a alimentação, por isso é importante entender o contexto. Por exemplo:
            Mateus 7:10 e Lucas 11:11 (Cobra ou peixe?), Mateus 17:27 (Lançando anzol, que tipo de alimento se pega?), Marcos 6:43 (Se foi somente pão que eles comeram, por que recolheram também sobras de peixes?), Lucas 5:9 (Por que Pedro e os demais pescavam? Para que servia a pesca?), Lucas 24:42 (Para que deram um pedaço de peixe assado a Jesus? O que Ele ira fazer com este?)João 21:9-13 (Quem assou os primeiros peixes? Que ordem Jesus dá aos discípulos no verso 10?)

            Fique com Deus!

            Paulo Godinho

          • Cleonice!
            As palavras gregas usada para peixe conforme o léxico grego são:
            ίχθύς, ύος,
            όψάριον, ου,
            προσφάγιον, ου,

            Veja o que diz o léxico grego sobre onde elas são empregadas:
            ίχθύς, ύος, ò peixe Mt 7.10; 17.27; Mc 6.38, 41, 43; Lc 5.6, 9; Jo 21.6, 8, 11; 1 Co 15.39.

            όψάριον, ου, τό peixe Jo 6.9.11; 21.9,13

            προσφάγιον, ου, τό peixe Jo 21.5

            Se quiser os texto originais em grego eu te passo.

            Paulo Godinho

          • entao Pedro pescava algas??? A maioria dos discípulos eram pescadores. O que a palavra “pescadores’ significa? Agricultores??? Basta ver estudos e constatar que a dieta daquela é época era composta de vegetais e peixe.

          • Todo mundo sabe o que pedro pescava, como eu escrevi em resposta ao teu outro comentário. Essênios eram agricultores, e incluso nem levedura colocavam no pão, dai o pão essênio (dai a óstia nos católicos). Jõa Batista anunciou também a chegada de Jesus ao mundo asím “…manteiga e mel comerá, e será conhecido como Emanuel”, ou seja que nasceria na tribo de essênios que eram quem levaram uma vida mais austera e saudável naquela época. Temos que entender que uma coisa é permitir, e outra é, tolerar. Jesus tolerou muita coisa, mas isso não significa que ele permitia ou que estava a favor dessas coisas. Ele aceitou pescadores e ensinou a eles, e tolerou até que o traissem. Isso não quer dizer que ele achava que trair era uma coisa boa, só quer dizer que ele não impunha a verdade, pois a verdade ela se sustenta por si mesma, se somos sinceros e vemos com o coração sincero para Deus e suas criaturas, sejam animais plantas ou homens. Somos tolerados para que tenhamos chance de mudar. Não existe harmonía sem tolerãncia, você mesmo pode experimentar isso na sua vida.

        • Isso Ryan, concordo.

    • ele permitiu o sacrificio de animais!!! Sim, ele gostava do cheiro da gordura queimada de animais: novilhos, ovelhas, pombas… Foi ele quem exigiu isto quando deu as leis para seu povo. O próprio Jesus aconselhou um dos cegos que ele curou a ir ao templo e oferecer sacrifício.

      • Problema de aceitar o que está escrito na Bíblia sem questionamento algum. Todo mundo que escutou um pouco sobre a bíblia sabe que os principais discípulos de Jesus eram pescadores, isso não é misterio nenhum, nem faz falta mencionar isso, e óbvio que eles pescavam. A questão é que isso era o que eles faziam antes de conhecer Jesus, e o próprio Jesus pediu-les que deixassem essa atividade e se dedicassem a “pescar homens”, ou seja a pregação. Jesus era filho de José e Maria, ambos pertencentes a tribo de essênios, e os estudos e achados arqueológicos, assim como escrituras encontradas, mostram que os essênios eram agricultores, sim agricultores e tinham uma dieta que não incluía animais sacrificados. A palavra sacrifício não significa “matar um animal”, ontologicamente vem de “Fazer-sacro” ou seja espiritualizar uma atividade, ou em outras palavras, fazer uma atividade sagrada. Imagina dizer que alguém que foi criado num ambiente totalmente vegetariano ia dizer que gostava de cheiro de gordura animal queimada?

Responda a Hemily Garces Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *